Guia IndikaBem
Publicado por

O que a Moda deve aos Bohos? NYFW – Anna Sui

O que a Moda deve aos Bohos NYFW - Anna Sui

Embarcando nas semanas de Moda de NY, Milão, Londres, e ainda hoje, mais algumas marcas em Paris, aproveito para  falar um pouco sobre uma coleção específica de NY.

Anna Sui.

Sempre me impressionou como a designer aborda aparentemente sempre o mesmo “tema”, mas como sempre consegue acertar em cheio num target que é contemporâneo e sofisticado ao mesmo tempo.

Dessa vez, ela embarca na época da Irmandade Pré-Rafaelita para compor seus looks de “hippies modernos” …

Irmandade Pré-Rafaelita ou, simplesmente, Pré-Rafaelitas, foi um grupo artístico fundado na Inglaterra em 1848 por Dante Gabriel Rossetti, William Holman Hunt  e John Everett Millais e dedicado principalmente à pintura.

Este grupo, organizado ao modo de uma confraria medieval, surge como reação à  arte acedêmica inglesa que seguia os moldes dos artistas clássicos do Renascimento.

Inseridos no espírito revivalista romântico da época, os pré-rafaelitas desejam devolver à arte a sua pureza e honestidade anteriores, que consideram existir na arte medieval do Gótico final e Renascimento inicial. Ao se autodenominarem pré-rafaelitas realçam o fato de se inspirarem na arte anterior a Rafael, artista que tanto influencia a academia inglesa e que é consequentemente criticado pelos pré-rafaelitas.

A designer Anna Sui, apresentou na semana de moda Verão 2014 de Nova York, uma coleção muito inspirada nesse universo artístico pré-rafaelita.

A estilista já é consagrada por trazer sempre o estilo boho à suas coleções. Dessa vez não foi diferente. Apenas a viagem ao túnel do tempo foi maior.

Anna Sui 6

Boho é um termo para designar uma tendência estética e de life style calcada na boemia, nas artes, na poesia, nas festas…Com o tempo, a moda associou o termo que já designava um “quase hippie” a uma categoria mais “chique”: o Boho-Chiq foi associado particularmente com a atriz Sienna Miller e a modelo Kate Moss na Inglaterra (como chique “bobo”) e as atrizes Mary-Kate e Ashley Olsen e Nicole Richie nos Estados Unidos.

Anna Sui 1

Bordados, rendas, devorés, veludos molhados acessórios românticos, cheios de pureza e jovialidade, meio art noveau, ao mesmo tempo, inspirados na cultura celta, ilustram o clima da coleção, que é extremamente etéreo.

Anna Sui 3

A primeira vista, os ícones de inspiração parecem ser referências visuais do rock progressivo dos 60´s e 70´s. O que não deixa de ser verdade, já que nos festivais como Woodstock era comum encontrar o mesmo tipo de linguagem na indumentária dos jovens. Acontece que é um pouco menos raso que isso… Trata-se de uma coleção ambientada no vintage, mas Anna Sui, magistralmente, consegue conferir o espírito jovem do nosso tempo aos looks.

Anna Sui 5

Biquínis, shorts curtíssimos, franjas, saias e vestidos vaporosos (curtos e super longos), além de jaquetas inspiradas em fits de sportswear, estilo college (hoje em dia, o que seria um streetwear, vintage), conferem a ocasião de uso à coleção, que, dessa forma, apesar de mágica, deixa de ser pensada como algo apenas conceitual e atinge os jovens cheios de referências e experiências multiculturais de todo o mundo.

Anna Sui 4

Anna Sui 2

E ocasiões de uso também não faltarão se pensarmos que as peças te acompanham desde uma festa ou um passeio mais cult até em baladas como raves e outros festivais de música. O que hoje em dia, contam com uma grande quantidade em todo o mundo (rock, eletrônico, jazz, reggae, etc..).

Afinal de contas… Quem não quer viver um pouco de sonho?… fantasia? liberdade?… pureza?…

Anna Sui 7

Tem dúvida, se esse é o espírito? Dá uma olhadinha nas sandálias, todas baixas, algumas modelo gladiadora, com o cano recortado em formato de borboletas!

Anna Sui 8

Outra ressonância muito curiosa… Gustav Klimt, artista simbolista austríaco nascido em 1862 foi um pintor que se destacou dentro do movimento Art Noveau austríaco e foi um dos fundadores do movimento da Secessão de Viena, que também recusava a tradição acadêmica nas artes. Os seus maiores trabalhos incluem pinturas, murais, esboços e outros objetos de arte, muitos dos quais estão em exposição na Galeria da Secessão de Viena.

Se repararmos no clima geral dessa coleção de Anna Sui, na cartela de cores cheia de azuis profundos, dourados, brilhos como veludo molhado, e microestampas em padronagens geométricas, conseguimos fazer uma analogia visual muito forte também, como pode ser conferido observando algumas de suas obras… Até as modelos são em sua maioria, ruivas, de beleza marcante e forte, ao mesmo tempo etéreas, exatamente como as retratadas por Klimt.

Mother and Child detail from The Three Ages of Woman

Gustav Klimt Painting

E por falar nisso, que tal uma música para entrar no clima e se inspirar?…

Florence! Ela é “A” cara desse estilo!

MGMT também! Esse clipe já foi febre, mas continua ilustrando muito bem esse tema!

Sonhem sempre! Deliciem-se!

Bjos,

Carina Mello.

Fontes:

http://pt.wikipedia.org

http://ffw.com.br/

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS
0 0 291 27 setembro, 2013 Moda setembro 27, 2013

Sobre o Autor

Filha única, pisciana, de uma infância sem vizinhos num sítio, e muito sonhadora, lembro-me de amar desenhar e escrever desde criança. Muitas vezes criava livrinhos onde a ilustração também era de autoria da autora! rs.. Na adolescência comecei a pintar! Desenho figurinos para Ballet e estampas para marcas de Moda desde a época da faculdade. Design de Moda. Fui figurinista na Secretaria de Cultura de Santana de Parnaíba - SP, com pesquisa, criação e produção de figurinos para eventos culturais de Ballet, Teatro e demais manifestações culturais tradicionais da cidade – uma das mais antigas do País, de centro histórico tombado pelo CONDEPHAT, pelo seu valor em acervo histórico, arquitetônico e cultural em geral. Fiz teatro amador em Santana de Parnaíba também durante cerca de 15 anos, na maioria das vezes assumindo a criação dos figurinos, da comunicação visual (impressos) e, algumas vezes, até dos cenários das peças em que atuava. Desenvolvi meu trabalho no mercado propriamente, numa grande indústria têxtil nacional, atuando no núcleo de pesquisa e comunicação de moda da empresa e assumindo a direção de arte e desenvolvimento gráfico (impressos, virtuais e multimídias) das peças publicitárias de rotina (embalagens, site..) e dos Lançamentos de Coleção. Atualmente, Aqui no Indika Bem, reúno minha paixão por história, artes plásticas e música e a alio ao meu entusiasmo por pesquisa de moda e comportamento humano. Espero que gostem! http://www.carinamello.com/

Ver mais matérias escritas por Carina Mello

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha seu idioma

Busca

Posts Relacionados

SIGA

CURTA

Pinterest
Email
Print
WP Socializer Aakash Web