Guia IndikaBem
Publicado por

Se você achar que seu filho é Gay

É normal. Experiências com parceiros do mesmo sexo não significam que o filho seja obrigatoriamente gay. Faça com que ele saiba que você não tem aversão a homossexuais.

É bem fácil para os adolescentes perceberem se os pais têm problemas com esse assunto. Os pais que têm dificuldades em compreender o homossexualismo, precisam ler e refletir bastante a respeito. Uma atitude negativa pode destruir a pessoa. Jovens gays compõem a significativa parcela de 30% dos suicídios consumados e está entre os mais altos índices estatísticos de problemas como depressão, conduta autodestrutiva, abuso de substancias químicas e entre a maior parte dos desabrigados.

Se acha que seu filho, ou a filha, sente atração por alguém do mesmo sexo, não entre em pânico! Pode ser apenas uma empolgação de adolescentes. Os jovens precisam de espaço e de liberdade para resolver esse tipo de problema, sem ter de se preocupar se serão repudiados e expulsos de casa.  Dê-lhes um tempo, tudo vai ser resolvido.

Caso a atração não seja um fato isolado, lembre-se, então, que o filho adolescente merece ser feliz e viver a vida integralmente. Para o jovem nada é mais importante do que ser aceito pela família. Quando descobre que a atração por alguém do mesmo sexo não está passando, o adolescente com certeza estará experimentando o acontecimento mais traumático da sua vida. É necessário estar presente quando ele precisar de você.

Há muitos estereótipos negativos ligados a um gay. Os pais precisam avaliar os fatos para que possam ajudar quando o adolescente se achar confuso quanto à sexualidade. A pessoa nasce gay ou não? Não é uma escolha. Muitos gays relatam que se sentiam “diferentes” desde muito pequenos, alguns ainda na escola primária.

Dicas:

– Relaxe e procure obter informações e ajuda.

– Encontre uma forma sutil de conversar sobre o assunto e observe como seu filho reage. Se apresentar uma posição de aversão aos homossexuais, não é indício de que seja gay ou não. Os adolescentes na grande maioria escamoteiam os sentimentos até que sintam confiantes o bastante para se exporem. Afirme que jamais o rejeitaria. É possível que você esteja jogando um bote salva-vidas para o filho.

– Não faça perguntas diretas, salvo se tiver certeza de que a hora é essa e que está preparando para ouvir a resposta. É uma pergunta muito difícil para o jovem responder sinceramente, a menos que confie plenamente em você. Um excelente começo é deixar que seu filho saiba que você lida bem com o assunto.

– Você não está sozinho. Existem muitas informações disponíveis e muitos grupos de apoio para pais de gays.

– Não se esqueça de que o jovem merece a oportunidade de viver uma vida autêntica e feliz. Sexualidade é uma parte do ser humano. O adolescente ainda é a mesma pessoa, não importa qual seja sua opção sexual.

Texto Adaptado Indika Bem – Fonte: Criando Adolescentes – Como prepará-los para os desafios da vida -Michael Carr-Gregg & Erin Shale – Fundamento

Fonte da Imagem: 20 minutes (Créditos e Divulgação)

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS
0 0 171 30 maio, 2013 Filhos maio 30, 2013

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha seu idioma

Busca

Posts Relacionados

SIGA

CURTA

Pinterest
Email
Print
WP Socializer Aakash Web